segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

A quem devemos louvores?

Vemos que, muitas pessoas chegam as margens da heresia em momentos de louvor. A Igreja toda canta palavras ao vento sem louvar a NINGUÉM.
Conduzidas por líderes e jovens onde a
falta de discernimento é notória, ignoram o ministério de como louvar á Deus efetivamente e, levar a Igreja ao seu Senhor em louvor.
Consentimos em ter esse tipo de lideres noviços?
Onde está os crivo teológico para as práticas e letras dessas heresias mundanas que invadem os púlpitos de igrejas evangélicas? Estamos sendo coniventes ou, contextualizados ao nosso tempo?

video

Praticar louvor, direcionado ao homem que ouve e não ao Deus que deve ser adorado é, curvar-se aos instintos da adoração antropocêntrica contemporânea. Nesse caso, não é Deus nem Seu Filho Unigenito que estão sendo louvados.
Quantas letras capengas e destituida de espiritualidade genuina mas, carregadas de alta quantidade de ritmo e emocionalidade, cantamos, dançamos e ouvimos em nossas igrejas?
Pense e reflita. Que o Senhor Jesus seja Louvado. Soli Deo Gloria.



Um comentário:

  1. Muito bom. É isso mesmo!!! Na verdade, o modo como se louva (?) hoje a Deus, é um reflexo de como anda nossa teologia brasileira, seja ela evangelical, pentecostal, da prosperidade, da libertação e por aí vai. . .

    E assim se vai caminhando no cumprimento das profecias. Maranata, vem Senhor Jesus!!!

    ResponderExcluir